10 Motivos para não perder o show de Oly Jr no Plataforma 85

Foto: Zé Carlos de Andrade
Por Márcio Grings

Depois de Wee Willie Walker (USA), Whitney Shay (USA), Tom Worrell (USA), Luciano Leães & The Big Chiefs, Anthony Big A Sherrod (USA), Luana Pacheco e Gonzalo Araya + Just Bluesno próximo sábado (5), o Memorabilia Blues no Plataforma 85 recebe o bluesman gaúcho Oly Jr. 

Não que isso seja necessário, mas segue um recado final aos desavisados de plantão, para isso, elencamos alguns motivos para você não perder a mais uma apresentação do Memorabilia Blues no Plataforma 85, pub localizado anexo anexo ao Mercado Público na Gare da Estação Férrea.

1 - O blues retorna com força a Santa Maria -

O projeto que começou em fevereiro desse ano, não apenas traz artistas ligados ao blues no RS, Brasil, América do Sul e Estados Unidos, como ainda projeta um calendário anual que segue até dezembro. O evento aposta suas fichas na carência de espaços ligados ao blues na cidade, como também resgata um público cativo a prestigiar cada evento que se sucede.

2 - Show para quem gosta de blues -

Durante seus shows, Oly Jr gosta de se aventurar na onda de releituras de clássicos do blues norte-americano. Há possibilidade de ouvirmos algo de Robert Johnson, Muddy Waters, Mississippi Fred McDowell, John Lee Hooker, Elmore James, entre outros. Com sorte, para nosso deleite, chance de conferir até mesmo algum tema de Bob Dylan. O músico eventualmente também relê músicas do Blues Etílicos ou Nei Lisboa.      

Foto: Zé Carlos de Andrade
3 - Show para quem curti cruzamento com regionalismos - 

Oly, o primeiro e único milongueiro do blues, autor de "Milonga Blues" (2009), declara-se fã de artistas como Bebeto Alves, Vitor Ramil, Mauro Moraes, Noel Guarany, Jayme Caetano Braun, Tião Carreiro, Zé Cocô do Riachão, Helena Meirelles, Renato Teixeira, Rolando Boldrin, entre tantos outros. Além de uma 'matriz' blues, a forma como se espressa musicalmente absorve muito dos nossos regionalismos.   

4 - Blues autoral e cantado em português -

Em mais de duas décadas de trajetória artística, Oly já lançou uma dezena de CDs independentes, a maioria deles com uma forte identidade autoral. Entre os instrumentos que utiliza em suas apresentações, o música geralmente toca seu blues com uma viola de 10 cordas, dois cigar box (um de 10 e outro de 12 cordas) e uma guitarra de 10 cordas batizada de guitarola, instrumento preparado/envenenado pelo luthier André Moraes

5 - Oly, de onemanband a band leader -

A primeira parte do show, totalmente acústica, ganha a vibe daquilo que conhecemos dos músicos itinerantes do gênero - tudo começa ao estilo onemanband (banda de apenas um homem), momento em que ele demonstra seu aparato mambembe. Na parte final, já ao estilo band leader, amplificado, soma-se a presença de Jaques Jardim (baixo) e do baterista local Ninu Ilha, epílogo em que adentramos no território mais próximo do blues tradicional.       



6 - Originalidade no repertório -

Essa é uma das grandes sacadas de assistir a um show de Oly Jr - você nunca viu nada parecido. Todo esse mix de influências, referências, escolhas, instrumentos geram um artista curioso, diferente de muitos outros ao qual já vimos e ouvimos - essenciamente inventivo e original.     

7 - Local do evento -

Localizado na Gare da Estação Férrea de Santa Maria, anexo ao Mercado Público, o Plataforma 85 é o novo espaço cultural que se propõe a encampar o blues como um dos gêneros musicais da casa. Estabelecido num ambiente histórico, com fundações datadas do Século XIX, em 1885, trata-se de um dos melhores bares surgidos no Centro do RS - ambiente climatizado, estacionamento gratuito e supervisionado, amplo cardápio e variadas opções de bebidas e drinques. O pub, que completou um ano de atividade em julho, se utiliza dessas antigas instalações para nos deslumbrar com acomodações que não devem em nada as melhores casas do gênero. 



8 - Quer ver mais atrações de peso em Santa Maria? -

É fundamental o prestígio do público santa-mariense. Quantas vezes reclamamos da falta de opções em eventos musicais aqui na cidade? Depois de Oly Jr, confira as atrações programadas para os últimos dois meses de evento: Novembro, 30 – Lil' Jimmy Reed (USA) e Dezembro, 15 – Kingsize Blues (Santa Maria). Prestigie, afinal, tudo acontece bem pertinho de nós, no quintal de casa.

Oly Jr chama no cigar box e faz o convite.


9 - Ainda há ingressos á venda -

Os tíquetes podem ser adquiridos no Plataforma 85. Ingresso solidário/meia-entrada (c/ 1 kg de alimento não perecível) - (R$ 40). Garanta também seu passaporte pelo Tele-Blues (55) 99152-4535 ou (55) 99679-1517.  

10 - Depois não vá se arrepender -

Aquela história, passado o evento, você vai ler o review do espetáculo, ouvir os comentários dos amigos, ver a repercussão na internet e provavelmente se pergunte: “Por que não fui ao show?”. Eu não tenho a mínima ideia... No meu ponto de vista, se você é um amante do blues, só existe um local possível de se estar na noite desse sábado. Nos vemos no Plataforma 85.

Ouça na íntegra "Dedo de Vidro" (2014), um dos bons dicos lançados pelo bluesman gáucho.

Comentários

Postagens mais visitadas