segunda-feira, 17 de julho de 2017

Mês do Rock - Praça Saldanha Marinho, Domingo, 16 de Julho de 2017

Fotos: Carolina Carvalho
Texto Márcio Grings Fotos Carolina Carvalho (exceto indicada)

O Mês do Rock passou pela Praça Saldanha Marinho no último final de semana e encheu de som o Centro de Santa Maria. Se no sábado, tivemos Vento Norte e uma temperatura de verão oscilando em torno de 30º, já no domingo, muito frio e uma chuva fina permearam a tarde/noite do evento. Com apoio da Prefeitura Municipal e da Corsan, o Mês do Rock é uma realização da Grings Tours - Produções e Eventos, com captação de recursos via Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria. Pylla Kroth, artista homenageado do projeto, fez o show de encerramento. 

No sábado tocaram no MDR Litoral Mente, Velha Cortesã, Finita, Transneptunia, Spit e Human Plague. Saiba como foram os show do sábado AQUI 

Alcoolfalantes. Foto: Carolina Carvalho
A tarde de som começa com a Alcoolfalantes, banda liderada por um dos novos ativistas do rock local, o vocalista Tiago Duarte. O quarteto investe forte na linguagem do rock gaúcho, além de espelhamentos com a cena do rock dos anos 1960/70. A Alcoolfalantes lançou no evento o EP homônimo que destaca faixas como "Leia Jones", "Enfermeira", "Balada imbecil", além de temas ébrios como "Enchendo os copos" e "O trago é meu companheiro". 

Os Robsons. Foto: Carolina Carvalho 
Numa paleta de cores semelhantes, logo depois Os Robsons apresenta seu rock autoral que teve seu debute em CD com o EP "Rock'n'roll até morrer" (2015). Destaque para novas canções que devem compor o novo EP da banda, com data de lançamento no segundo semestre de 2016 - "Hey, hey, hey" e "Meu amor eu não ligo" colocam o público da Saldanha Marinho pra dançar e espantar o frio cortante de menos de 10º.

Foto: Márcio Grings (Sansung J5)
Com quase 20 anos de estrada, a Inseto Social é uma das bandas mais queridas da cena local. É incrível ver o público cantando as músicas em frente ao palco e o sorriso no rosto dos fãs do grupo liderado por Flamarion Rocha. No set, temas conhecido como "Bruxas descartáveis", "Hardcore do Tio Bilia" e "Milagres invisíveis". Destaque para a guitarra afiada de Vitor Cesar, um dos mais talentosos guitarristas de Santa Maria.

Furia Rockpaulera. Foto: Carolina Carvalho
Praticamente com o mesmo tempo de trajetória que a sua predecessora no palco do MDR, a Furia Rockpaulera, trio conhecido por muitas formações e que mantém o baixista Duda Barcelos como único remanescente da formação original, pesa o ambiente com seu 'rock paulera'. O entrosamento do time pode ser conferido em temas como "Não deixe a raiva destruir seu dia", "Dedo na cara" e "Feridas do terceiro mundo". 

Camaleão e os Bichos do Mato. Foto: Carolina Carvalho 
Logo depois, momento de conferir mais um power trio na Praça, Camaleão e os Bichos do Mato. Atmosfera impregnada por um rock encardido e conectado a guitarra na linha de frente, com ligação direta no som pesado dos anos 1970, colado a subgêneros como hard, psicodelia e acid rock. Fácil perceber essa mistura em números musicais como "Nítida impressão", Perdido na escuridão", "Perda de tempo" e "As horas". 

Vespertinos. Foto: Carolina Carvalho
18h, Vespertinos é o representante com roupagem mais melódica do segundo dia de evento na Saldanha Marinho. O vocalista Martim Ronsini e seu violão com harmônica presa no suporte, ao estilo dos cantores de folk norte-americanos dos anos 1960, iconizam a intenção sonora da banda. Durante a apresentação, o grupo apresentou ao vivo a canção "O mar", primeiro single de "Dago", álbum de estreia da rapaziada que ganha vida nos próximos meses. 

Pylla C14. Foto: Carolina Carvalho
E encerrando o capítulo no palco principal do MDR, Pylla C14, grupo liderado por Pylla Kroth, artista homenageado pelo projeto, e grande incentivador dos festejos roqueiros na cidade em alusão ao Dia Mundial do Rock. No set, um cruzamento entre as novas canções de "Lá de volta outra vez", último CD de Pylla, e clássicos da banda 220 Volts e Fuga. Após 1h20 de apresentação, parafraseando o maior hit do rock santa-mariense, já estamos morrendo de 'saudade' do MDR. 

Agradecimentos a equipe Neron Som, com Coordenação de Rogério Neron. Luz:  Aldo Silva; Técnico de Monitor: Pablo Marques; e Ténica de Palco: Binho Souto e Juan Machado. 

Equipe Grings - Tours, Produções e Eventos, com Coordenação de Márcio Grings. Produção Executiva: Camila Gonçalves; Coordenação Financeira: Jader Guterres; Técnica de Palco: Mauro 'Defunto'; Assistência Técnica: Sandor Mello.           

Nenhum comentário:

Postar um comentário