BATERAÇO


Foto: Renan Mattos/DSM 

#
Histórico! Poucas palavras poderiam definir com maior precisão o 1° BATERAÇO, encontro de bateristas que ocorreu em frente ao bulevar central do ShoppingPraça Nova, no dia 29 de setembro de 2019, em Santa Maria. A reunião contou com mais de 100 músicos (amadores e profissionais), numa programação que ainda promoveu bate-papos, palestras e workshops.

Inclusão, acessibilidade e conexão direta entre os amantes da percussão, o BATERAÇO concentrou escolas, professores de música, cantores e músicos das mais variadas vertentes, dos 6 aos 78 anos, não apenas de Santa Maria, mas também de diferentes cidades e estados. Várias empresas locais apoiaram e associaram suas marcas ao evento, além do estímulo da comissão organizadora para a doação de alimentos entre os participantes, material coletado e entregue ao Abrigo Espírita Oscar Pithan.  

Foto: Fabiana Lemos/RBS TV
Afora campanha independente na internet - com adesão de nomes como Paulinho Fonseca (Jota Quest), Kiko Freitas (João Bosco), Marcio Kbecinha (professor UPF), pré e pós evento, o BATERAÇO ganhou destaque em diversos veículos de imprensa (RBS TV, Diário de Santa Maria, G1, entre outros).

O BATERAÇO é uma criação dos bateristas Rafa Bisogno (Humberto Gessinger, Comparsa Elétrica), MatheuzinhoSchuch (João Bosco e Vinícius, Zezé di Camargo e Luciano), RodrigoCunha (Rocksane, Blue Spot), ThiagoWaechter (Sandro e Cícero, Leo Pain) e PedroMonti (Professor de Educação Musical na Escola Musiartes).

A intenção dos criadores do projeto é não restringir o espectro do BATERAÇO apenas na região de Santa Maria, pois há um propósito de torná-lo um evento itinerante, que se interligue a outras iniciativas e ações musicais – festivais como o PLANETA ATLÂNTIDA, etc, nunca se furtando da intenção original de colocar a bateria na linha de frente dos palcos do país.  

Foto: Renan Mattos/DSM 
Há ainda uma constante preocupação em desenvolver ações participativas em entidades como escolas, abrigos e instituições suscetíveis a vulnerabilidades, ampliando a arte musical como uma das importantes ferramentas para desenvolver e promover o bem social. Inclusão, acessibilidade e conexão com a ancestralidade percussiva do ser humano, tríade que permeou a primeira edição, continua fornecendo combustível para a sustentabilidade do BATERAÇO, sonho de um evento permanente para todos aqueles que incidem suas baquetas conta as peles de uma bateria.   

Confira o vídeo realizado pelo Diário de Santa Maria. 

Comentários

Postagens mais visitadas