Rock'n' Blues Food Station - 6 de Julho de 2019

Alicerce Liberal. Foto: Pablito Diego
Por Márcio Grings Fotos Pablito Diego (Há Cena)

Dois finais de semana, 20 atrações, comida de rua, chope artesanal, sebo de livros discos/memorabilia, somados a solidariedade. Apresentado por Budweiser, a terceira edição do Rock and Blues Food Station começou na última sexta-feira (5) e continuou neste sábado (6), outro  dia/noite gelado(s) em Santa Maria. E o melhor: neste domingo (7) o evento segue, como também no próximo final de semana (12, 13 e 14), novamente no espaço coberto do Neo Autoposto (próximo a rótula do Fórum), em alusão ao Dia Mundial do Rock, data celebrada no sábado (13). A organização do evento pede ao público que traga alimentos e donativos para serem doados a instituições beneficentes da cidade.


Pablo Pohlmann. Foto: Pablito Diego 
Quem fez as honras de receber o público no segundo dia foi Pablo Pohmann, um dos cavaleiros solitários da voz/violão no Centro do RS. Na paleta de cores – country, rockabilly, hard rock, releituras dos maiores clássicos do rock nacional/ internacional, além de canções de sua autoria. Atuando em bandas diversas, já gravou CDs e EPs. Seu trabalho mais recente é "One Heart, Two Hands, Six Strings".Antes de embarcar para shows na Suiça, França e Portugal, Pohlmann fezumbelo aquecimento na primeira hora e meia de som ao vivo no evento.

Ouça "The Train" de Pablo Pohlmann.



Na sequência, o blues finalmente deu o ar da graça no RBFS. E quando o assunto é blues em Santa Maria, Kingsize Blues é a banda do momento. Com apenas sete meses de atividade - eles estrearam no RBFS em novembro de 2018. Formada por veteranos da cena local, a KB apresenta um repertório recheado de clássicos do gênero. Seja na linha de frente com  Paulo Noronha e Vitor Cesar (guitarras), ou pela firme cozinha de Diego Fiorenza (baixo) e Ninu Ilha (bateria), a Kingsize Blues é um quarteto que pode pisar em qualquer palco ou festival que tenha o blues como tema. Produto exportação Made in SM.

Ouça "Double Trouble" (Eric Clapton) pela Kingsize Blues.


E encerrando o segundo dia de RBFS, chance de rever a Alicerce Liberal. Apesar de uma atuação sazonal, a Alicerce sempre ressurge com novidades. Formada em meados dos anos 2000, a banda aposta na fusão de ritmos regionais sem abrir mão das guitarras distorcidas. Além do trabalho autoral, promessa de também ouvirmos irreverentes releituras, uma das marcas registradas dessa rapaziada. Além disso,o show ainda teve remember da banda Comissário Silas, formada por parte dos integrantes da própria Alicerce. 

Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego
 
Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego
 
Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego
 
Foto: Pablito Diego
 
Foto: Pablito Diego
 
Foto: Pablito Diego
 
Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego
 
Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego
 
Foto: Pablito Diego

Foto: Pablito Diego
 
Adicionar legenda

Comentários

Postagens mais visitadas