Picasso en Uruguay y solo en Uruguay

Pablo Picasso. Fonte: Google Arts & Culture

Desde o dia 29 de março, como única representante de uma capital sul-americana, Montevidéu recebe 42 obras do gênio da arte moderna, o espanhol Pablo Picasso. A exposição Picasso en Uruguay permanece na capital uruguaia até 30 de junho, no belo Museu Nacional de Artes Visuais (MNAV), situado no Parque Rodó. A mostra foi organizada em seis seções, expondo diferentes etapas da vida criativa do artista. Além das pinturas, há também gravuras, esculturas e cerâmicas.

Divulgação
Segundo Enrique Aguerre, diretor do Museu Nacional, a mostra faz parte de um projeto do Museu de Paris, que leva a arte de Picasso para diversas cidades no mundo. Além da capital francesa, algumas peças também vieram de Madrid. A entrada para a exposição no Museu custa US$ 8. Também há possibilidade de visitas gratuitas e com desconto - saiba mais no serviço ao final da postagem. 

Os visitantes podem conferir a obra de um dos mais geniais artistas do nosso tempo em trabalhos como Buste (étde pour Les demoiselles d´Avignon) primavera 1907; Bouteille d´anis del Mono et compotier avec grappe de raisin, otoño de 1915; Le Baiser, verano 1925; Téte de femme 1931-1932; Buste de femme au chapeau, 9 de junio de 1941; Céramique chouette 30 de diciembre de 1949; Las Meninas (maría Agustina Sarmiento), Cannes, 9 de octubre de 1957 e Musicien.

Foto: Márcio Grings
Páez Vilaró, artista uruguaio e criador da Casapueblo – importante ponto turístico localizado em Punta Del Este - num de seus livros, afirma que por generosidade o artista lhe brindou a amizade, a atenção a seus trabalhos e edição de alguns livros editado por suas próprias mãos, o interesse pela arte platina terminou por impressionar o espanhol.

Do encontro, Vilaró trouxe uma série de cerâmicas que Picasso lhe presenteou. De um total de 27, das quais ele só precisava pagar o esmalte e o cozimento; seis estão em exposição na Casapueblo. Picasso também foi companheiro de Torres Garcia, pintor, desenhista, escultor e escritor uruguaio, que conquistou renome internacional. Em um dos momentos de suas vidas foram alunos da escola de belas artes de Barcelona. Próximo à sala de Picasso, estará também uma exposição das obras de Garcia, inclusive algumas cartas direcionadas ao artista assinadas por Picasso.

Reprodução
Segundo Enrique Aguerre – diretor do Museu Nacional de Artes Visuais, em entrevista para o jornal El País, do Uruguai, “não existe pintor do século XX que não tenha Picasso como referência, ou carregue certa aversão ao gênio da arte moderna". O mundo olhou para Picasso e agora suas obras, que viajaram pelo mundo, mais para o norte do que para o sul, chegaram ao Museu Nacional de Artes Visuais no Uruguai. Exposições de gravuras e desenhos já foram feitas (a última em 1973), explicou o diretor ao jornal uruguaio. Mas esta é a primeira vez que as pinturas de Picasso tocam as terras de Torres Garcia e Carlos Paez Vilaró.

Caso você esteja planejando uma visita a capital uruguaia, eis uma visita inadiável para colocar no seu roteiro de viagem.   

Serviço:

Período: 29/3 a 30/6 de 2019
Horário: de terça a domingo, das 10h às 20h.
Ingressos: $U 250 
Local: Tomás Giribaldi 2283, Parque Rodó, Montevidéu
Mais informações AQUI 
Os ingressos são comprados através da Tickantel e da Red Pagos.

DICA: compre pelos links acima, pois no local não há possibilidade de compra. 

Passaporte bônus:

Aposentados e mais de 60 anos: $U 150

Jovens dos 12 aos 18 anos: $U 150

Professores primários, secundários e técnicos: $U 150

Entrada gratuita:

Menores de 12 anos, pessoas com deficiência.

Às terças-feiras a entrada para a exposição Picasso no Uruguai será gratuita para o público em geral, fazendo a reserva de dia e hora pela Tickantel.

©Succession Picasso 2018 - Maya à la poupée; 1938. - Huile sur toile. 73, 5 x 60 cm.  Musée National Picasso-Paris.

Comentários

Postagens mais visitadas