A noite em que Nei Van Soria tocou na sala lá de casa


Foto: Romenito Nunes (Maestro 1 Produções)
Por Ana Bittencourt


Quem saiu de casa na noite de quinta-feira (08) para assistir o show de Nei Van Soria teve o privilégio de ouvir o músico como se estivesse na sala de casa. Essa foi a sensação do público durante a apresentação do ex-TNT e ex-Cascavelletes – duas bandas fundamentais para o Rock Gaúcho na década de 1980 – por conta do clima intimista do show, realizado no auditório do Colégio Marista Santa Maria. À vontade no palco especialmente decorado com tapetes, poltronas e abajures, Nei Van Soria desafia o tempo e comprova que sua carreira solo é um deleite para velhos e novos fãs.

O set list da apresentação “Nei Van Soria - Histórias para Contar” foi uma viagem no tempo e passou por discos importantes da trajetória do músico, tanto executando canções de suas antigas bandas, quanto músicas compostas e gravadas depois que decidiu seguir trilhando seu próprio caminho, em 1992. Essa mescla por diferentes épocas fez a alegria dos mais saudosistas, mas também agradou os fãs da nova geração.

Foto: Romenito Nunes (Maestro 1 Produções)

Além das composições de discos como “Avalon” (1995), “Jardim Inglês” (1998), “Cidade Grande” (2001), “Neblina” (2017) e do mais recente, “Duetos” (2018), novo trabalho com canções inéditas, composto por parcerias com grandes nomes do Rock Gaúcho e nacional, como Humberto Gessinger e Duca Leindecker. Como não poderia deixar de ser, a relação afetiva e a parceria musical com Flavio Basso (Júpiter Maçã, morto em 2015), não ficaram de fora, tanto na execução de canções como "Lobo da estepe" e "Sob um céu de blues", quanto em breves histórias contadas pelo músico. 


Foto: Romenito Nunes (Maestro 1 Produções)

Voltando ao clima intimista do show, destaque para o cenário montado no palco, com três confortáveis poltronas que não ficaram vazias por muito tempo. Descontraído, falante e com humor refinado, Nei Van Soria tratou de convidar pessoas da plateia para ocuparem os lugares. Ao responder perguntas sobre as músicas e sobre a carreira do cantor, os antenados que acertavam a resposta ganhavam o direito de assistir o show lá em cima, como se realmente Nei Van Soria estivesse tocando na sala de casa, em um show particular. Senti inveja, confesso. Bem feito pra mim e ponto pra minha timidez, que não me deixou gritar bem alto as respostas que eu, fã que sou, sabia de cor(ação).

Foto: Romenito Nunes (Maestro 1 Produções)
Ao final, quando perguntei quantas vezes esteve em Santa Maria, fazendo o recorte da carreira solo, ele riu e disse: “Não faço ideia. Me ajuda com uma pergunta fácil”. É compreensível, Nei. São 30 anos à serviço da música e do público, com uma agenda de shows consistente e fãs em todos os lugares. É perdoável que você esqueça. A última vez de Nei Van Soria em Santa Maria foi há três, com um show primoroso no Theatro Treze de Maio, na divulgação do disco “RockLuv” (2015). Volte sempre, Mr. NVS. A gente enche o coração de alegria.


Foto: Romenito Nunes (Maestro 1 Produções)
O show de Nei Van Soria no auditório do Colégio Marista Santa Maria teve produção local e realização da Maestro 1 Produções, Good Music e Fêmea Produções, com apoio Polvo Tickets, Diário de Santa Maria, Athena Livraria, PrintCenter e Bella Festa. Patrocínio: Lojas Deltasul, Cusco Baio e Restaurante Sharong. Gringsmemorabilia agradece a Romenito Nunes, da Maestro 1 Produções, pela assessoria e fotografias. 

Foto: Romenito Nunes (Maestro 1 Produções)
SET LIST
- Isso inclui você (NVS)
- Estou na mão (TNT)
- Susie (NVS)
- O tempo (NVS)
- Um cara comum (NVS)
- Eu vou ficar (NVS)
- Os anjos (NVS)
- 30 anos e 3 minutos (NVS e Humberto Gessinger)
- Tempo e paciência (NVS)
- Johnny (NVS)
- Jessica Rose (Cascavelletes)
- Avalon (NVS)
- Sob um céu de blues (TNT)
- Jardim inglês (NVS)

BIS
- Lobo da estepe (Cascavelletes)
- Cachorro louco (TNT)
- Entra nessa (Cascavelletes)

Comentários

Postagens mais visitadas