Carl Perkins, um dos pais do rock

Reprodução
Nascido em 9 de abril de 1932 em Tiptonville, Tennessee, Carl Lee Perkins foi, ao lado de Elvis Presley, Jerry Lee Lewis, Roy Orbison e Johnny Cash, uma das joias da coroa da Sun Records, gravadora de Memphis que foi fundamental para o surgimento do rock and roll. A Sun era comandada pelo lendário produtor Sam Phillips, que logo reconheceu o potencial de Perkins. Em 1955, o cantor e guitarrista gravou os singles “Movie Magg”/ “Turn Around” e “Let The Juke Box Keep On Playing”/“Gone, Gone, Gone”, que obtiveram sucesso local. Mas foi com “Blue Suede Shoes”, lançada no final daquele ano, que ele fez o seu nome, tornando-se um dos fundadores do rock and roll. A canção estourou nas paradas pop, country e de rhythm and blues. Perkins, agora chamado Rei do Rockabilly, gravou inúmeros clássicos, mas um acidente de carro em 1956, quando ele estava a caminho do Ed Sullivan Show, o tirou de cena e a carreira dele esfriou por um tempo. 

Ouça no player abaixo uma seleção de músicas de Mr. Perkins.


Com o tempo, Perkins se recuperou, assinou com a Columbia Records e retomou a carreira. Ele teve problemas com álcool, mas tornou-se um cristão renascido e abandonou o vício. Perkins era adorado pelos Beatles, que gravaram oficialmente três canções dele: “Honey Don’t”, “Everybody is Trying to Be My Baby” e “Matchbox”. Eles também registraram outras criações do pioneiro para rádio BBC. O guitarrista foi uma das maiores influências de George Harrison. 

Carl Perkins enveredou, ainda, pela música country, e por muito tempo fez parte da trupe do amigo Johnny Cash. Em 1985, ele foi homenageado no especial de televisão Blue Suede Shoes: A Rockabilly Session, gravado em Londres, em que Perkins relembrou seus clássicos ao lado de George Harrison, Eric Clapton, Ringo Starr e Dave Edmunds, além de Slim Jim Phanton e Lee Rocker, ambos do Stray Cats. Em 1987, ele entrou para a Hall da Fama do Rock and Roll. Perkins também era ativista e apoiava diversas causas, como a luta contra o abuso infantil. 

Em 1996, gravou o álbum Go Cat Go!, que teve duetos dele com os quatro Beatles – John Lennon apareceu através de uma gravação de arquivo de “Blue Suede Shoes”. Outros super astros presentes no trabalho foram Bono, Tom Petty & The Heartbreakers, Paul Simon, John Fogerty (Creedence Clearwater Revival) e Willie Nelson. 

O cantor continuou na estrada e gravava ocasionalmente, mas na metade dos anos 1990 a saúde dele começou a falhar. O músico sofreu uma série de derrames, mas foi um câncer na garganta que o levou, no dia 19 de janeiro de 1998. Ele tinha 65 anos e morreu no Jackson-Madison County Hospital, em Jackson, Tennessee. O funeral contou com a presença de vários astros e amigos, como George Harrison, Johnny Cash, June Carter Cash, Billy Ray Cyrus, Garth Brooks, Wynonna Judd e outros. Alguns deles tocaram clássicos de Perkins em um mini concerto improvisado. Elton John, Paul McCartney, Eric Clapton e outros gravaram mensagens em vídeo.

Link original da postagem, por Paulo Cavalcanti  

Comentários

Postagens mais visitadas