10 motivos para não perder o show do Who em Porto Alegre


Foto: reprodução site DT
#
Por Márcio  Grings e Jamil Khoury

Falta pouco para ver The Who em Porto Alegre. O show histórico acontece no Beira-Rio em formato de Anfiteatro será na próxima terça-feira (26) às 21h30. A abertura é da banda inglesa Def Leppard, às 19h45. Confira o serviço completo AQUI

Caso você ainda esteja em dúvida se vai ou não vai ao show, a Grings – Tours, Produções e Eventos (Santa Maria) e a Jamil Magic Bus (Passo Fundo) dão aquele empurrãozinho nos indecisos de plantão. Enumeramos 10 motivos para você não perder a passagem do Who pelo RS.  

1 - NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESSE PAÍS –

Keep calm, here comes The Who! Apenas uma das bandas mais importantes da história do rock. Em mais de 50 anos de história, o grupo nunca havia descido até a América do Sul. Inicialmente conhecidos pela arte da autodestruição de guitarras e baterias no palco, o quarteto original é uma das bandas definidoras do rock como conhecemos hoje, e ao lado de Beatles e Rolling Stones, forma a tríade mais influente do gênero  nos anos 1960.

 2 – AINDA HÁ INGRESSOS À VENDA –

Ingressos à venda em todos os setores do Beira-Rio (com parcelamento em até 10X).  Compre AQUI 

3 – FORMATO DO EVENTO –

É o formato perfeito quando pensamos em show num espaço aberto, ainda mais em um estádio de primeiro mundo como o Beira-Rio. Em modelo de Anfiteatro, com o palco no centro do gramado, local tematizado para apenas 25 mil pessoas, é o campo dos sonhos de qualquer espectador. Praticamente o mesmo modelo dos últimos shows por aqui de Aerosmith, Elton John e James Taylor. O resultado desse formato entrega para a audiência som de extrema qualidade e boa visibilidade em qualquer local do estádio.

4 – DEF LEPPARD ABRE –

Ligada ao New Wave of Heavy Metal do início dos anos 1980, ao lado de bandas como Iron Maiden e Saxon o Def Leppard redefiniu o som pesado em uma das décadas de ouro do gênero. A base do show passa por “Hysteria”, álbum lançado há exatos 30 anos e que vendeu mais de 20 milhões de cópias. Confira o PROVÁVEL SETLIST

5 – MÚSICOS QUE ACOMPANHAM O WHO –

Quanto ao time que compõe a trupe, da formação original restam o vocalista Roger Daltrey (73), e o guitarrista e principal compositor do grupo, Pete Townshend (72). O baterista Keith Moon e o baixista John Entwistle morreram em 1978 e 2002, respectivamente. Na banda que acompanha a dupla original temos Simon Townsend (guitarra e vocais de apoio), irmão mais novo de Pete; Zak Starkey (bateria), filho de Ringo Starr que toca no Who há mais de 20 anos! Uma curiosidade: Zak ganhou seu primeiro kit de bateria de Keith Moon, baterista original do Who, e coincidentemente seu primeiro instrutor; John Button (baixo), já tocou com artistas como Shelby Lynne e Marc Ford; Loren Gold (teclados), participa de projetos com Demi Lovato e Selena Gomez; John Corey (teclados), possui no currículo atuações com artistas e bandas como Rod Stewart e Eagles. Completa o time Frank Simes (teclados, vocais de apoio e diretor musical da banda), multi-instrumentista com serviços prestados ao próprio Roger Daltrey em atuações solo, além de Roger Waters. 

6 – PETE –

Reflita... Nos Beatles, Paul McCartney e John Lennon são os principais compositores. Nos Rolling Stones os moldes das canções ficam a cargo de Mick Jagger e Keith Richards. No caso do Who, Pete Townsend é o mentor intelectual por trás de todo o conceito da banda. Escreveu centenas de canções espalhadas pelos onze álbuns de estúdio do grupo, incluindo trabalhos conceituais e óperas rock. Embora reconhecido primeiramente como guitarrista, é também um cantor excepcional e multi-instrumentista. Foi listado na 3ª colocação da lista de "Melhores Guitarristas" do livro The New Book of Rock Lists de Dave Marsh, em 10° na lista de "50 Melhores Guitarristas" da Gibson.com e em 10° na lista de "100 Melhores Guitarristas de Todos os Tempos" da Rolling Stone. Entenderam o peso de Pete?

7 – ROGER –

A posição de frontman, malabarista de pedestais, arremessador de microfones e cantor performático . A história dos vocalistas de rock não seria a mesma sem Roger Daltrey. Se o espírito do Who tem a áurea do genial Pete Townshend, Roger é o corpo físico do grupo. Para entender vários aspectos de sua persona artística indico a videoaula desse LINK.

8 – SETLIST –

Para nossa alegria e satisfação, mais de metade do repertório é contemplado pelos três maiores clássicos do grupo: "Tommy (1969), "Whos's Next" (1971) e "Quadrophenia" (1973). No entanto,o setlist também passa o rodo nos mais de 50 anos de história da banda. Os fãs devotos vão elencar algumas omissões, no entanto, o Who acerta em não inventar ou montar um elenco de canções apenas para os conhecedores da sua trajetória: é uma apresentação perfeita, inclusive, para catequizar novos ouvintes. Confira o PROVÁVEL SETLIST.

9 – PROVÁVEL CHANCE ÚNICA DE VÊ-LOS POR AQUI –

É a mais pura verdade... Possivelmente não teremos Who no Brasil e até mesmo em qualquer outro lugar. Algumas notícias publicadas há poucos meses dão conta de que seja muito provável que o grupo pendure as chuteiras em breve. Sabemos que Pete Townshend já sinalizou uma despedida dos tours, e como a dupla que guarnece o emblema da banda já passou dos 70, podemos entender que essa decisão pode ser tomada a qualquer momento.

10 – INDECISO SE VAI OU NÃO VAI? -

Depois você vai ler a resenha do espetáculo, ouvir os comentários dos amigos, ver a repercussão na internet e vai se perguntar: “Por que não fui ao show?”. Eu não tenho a mínima ideia. A Grings Tours e Jamil Magic Bus proporcionam para seus clientes essa experiência. Entre em contato Grings Jamil

Comentários

Postagens mais visitadas