segunda-feira, 24 de julho de 2017

Mês do Rock: Marcelo Demichelli, Gafe de Fraque e Aurora Dark no Boteco do Rosário

Divulgação MDR
O projeto Mês do Rock, uma iniciativa da Grings - Tours, Produções e Eventos, com recursos captados via Lei de incentivo à Cultura de Santa Maria, está chegando ao seu epílogo. No final de semana dos últimos dias 15 e 16 de Julho, treze bandas tocaram na Praça Saldanha Marinho, e a cada terça-feira do mês de julho, várias bandas se revezaram no palco de bares. Além de som ao vivo dos grupos, dez oficinas foram realizadas no Sobrado Centro Cultural, na sede da TV OVO (Rua Floriano Peixoto, 267), e um Workshop de bateria aconteceu na Musiartes (Rua Astrogildo de Azevedo, 91). No Salão de Atos da SUCV, a exposição Fotográfica "A Cara do Rock de Santa Maria" segue até o dia 31, mostra que promove um recorte da cena local dos últimos 8 anos, apresentando imagens clicadas por 9 fotógrafos da cidade.  

Nos bares, o MDR estreou no Bar Vaca Profana (dia 4), com Black Rivers e Rainha de Maio. Na semana seguinte (dia 11), o evento seguiu no Boteco do Rosário, com Triturador e a banda convidada Brit 9. Na última semana, (18) Saga Rock e Falcony se apresentaram no Vaca Profana. E na próxima terça-feira (25), Marcelo Demichelli, Gafe de Fraque e Aurora Dark finalizam as apresentações ao vivo no Boteco do Rosário (Rua do Rosário, 400).  

Marcelo Demichelli. Divulgação
Desde meados de 2003 o guitarrista santa-mariense Marcelo Demichelli é um entusiasta da música instrumental. E depois da estreia com "Totus Tuus" (2009), o guitarrista atualmente divulga "Instrumental Metal Meridional", seu novo CD independente. Na pauta, uma mescla de gêneros como heavy metal, música nativista e latino-americana,  intercalando violão de aço, 12 cordas e guitarra. 

Gafe de Fraque. Foto: Edenise Andrade 
MPB, rock, samba, baião, valsa e pitadas de poesia. Essa é a vibe da Gafe de Fraque, banda santa-mariense reunida em 2016. Na formação Adriano Zuli (bateria e percussões), Léo Pedrete (guitarra, voz, violão e escaleta), Márcio Bernardes (violão, voz, guitarra, percussões e ukulele) e Rafael Goulart (baixo e voz). Para o próximo semestre, o quarteto prepara seu CD de estreia. 

Aurora Dark. Divulgação
Já a banda Aurora Dark,  desde 2010 pauta sua trajetória numa mescla entre hard rock e heavy metal. Na formação Laura Bastos (voz), Felipe Moraes (guitarra), Guilherme Bordin (baixo) e Henrique Webber (bateria). Entre os destaques no set, nesta terça no Boteco é noite de conferir temas como "Back to Fight" e "Crushing Down".  

Nenhum comentário:

Postar um comentário