Aos 81 anos, morre James Cotton, um dos maiores nomes do blues

Foto: Jason Marck
Uma das maiores lendas da gaita de boca no blues, James Cotton, morreu nesta quinta-feira (16) de pneumonia no Centro Médico St. David, em Austin, Texas. Ele tinha 81 anos. Em 2013, Cotton passou por Porto Alegre quando se apresentou no Teatro da AMRIGS. 

James Henry Cotton, conhecido como "Mr. Superharp", gravou cerca de 30 álbuns solo, ganhou um Prêmio Grammy, dez Blues Music Awards, sendo introduzido no Hall da Fama do Blues em 2006. O New York Daily News o chamou de "O maior gaitista de blues de todos os tempos." Já o NPR Weekend Edition disse: "Se montarmos uma lista dos grandes gaitistas de todos os tempos, no topo da lista estará James Cotton”.

Durante seus tours e apresentações, Cotton dividiu o palco com Janis Joplin, Grateful Dead, Led Zeppelin, B.B. King, Santana, Steve Miller, Freddie King e muitos outros. Aos 20 anos entrou para a banda de Muddy Waters. Foi ele quem gravou a harmônica no lendário álbum “At Newport” (1960), de Waters.  

E é com essa lembrança que postamos nossa homenagem. "Got My Mojo Workin'"

Comentários

Postagens mais visitadas