SATISFACTION: FALTA 1 DIA PARA O SHOW DOS ROLLING STONES EM PORTO ALEGRE

Reprodução
Então chegamos  lá. Um dia para ver o show dos Rolling Stones em Porto Alegre. E nada melhor que concluir nossa contagem regressiva com uma das canções mais importante na história do grupo. E quem nos conta é Keith Richards, em "Vida", sua autobiografia.

"Então veio 'Satisfaction', a faixa que nos lançou à fama global. Eu estava em transição de namoradas na época, em meu apartamento em Carlton Hill, St John's Wood. Talvez por isso o tom da música. Escrevi 'Satisfaction' durante o sono. Eu não tinha ideia de que a tinha escrito, agradeço a Deus pelo pequeno gravador Phillips. O millagre foi que olhei o gravador naquela manhã e sabia que tinha colocado uma fita virgem na noite anterior, e vi que estava no final. Então, apertei o botão em retrocesso e lá estava 'Satisfaction', Era apenas um esboço. Havia só o esqueleto da música, e não tinha aquele ruído, é claro, porque era acústico. Eram 40 minutos de 'mim' roncando. 

Mick escreveu a letra na piscina em Clearwater, Florida, quatro dias antes de chegarmos no estúdio e gravá-la  - primeiro no Chess Studios, em Chicago, uma versão acústica, e mais tarde em fuzz tone na RCA em Hollywood. 

'Satisfaction' foi uma colaboração típica entre Mick e eu na época. De maneira geral, posso dizer, eu criava a música e a ideia básica e Mick fazia o trabalho duro de preenchê-la e torná-la interessante. 

Uma peculiaridade de 'Satisfaction' é que é uma canção danada para se tocar no palco", conclui. 

Sim, tão boa, que fica praticamente impossível de não haver encerramento de um show dos Stones com "Satisfaction".


Comentários

Postagens mais visitadas