TILL THE NEXT GOODBYE: FALTAM 27 DIAS PARA VER OS ROLLING STONES EM PORTO ALEGRE


Reprodução
Existem certas canções dos Rolling Stones que se encontram perdidas dentro do emaranhado discográfico da banda. Muitas delas, inclusive, nunca foram tocadas ao vivo ou apareceram em alguma coletânea oficial. E não por isso, deixam de ser músicas maravilhosas que passam a sensação de envelhecerem bem. Um delas é “Till The Next Goodbye”, faixa 4 do Lado A de “It’s Only Rock’N’Roll” (1974), álbum de despedida de Mick Taylor na banda.

Eu gosto muito da letra escrita por Mick Jagger. Ambientada em Nova Iorque e cantada em primeira pessoa, a letra ilustra a história de um casal aparentemente gastando o tempo em uma relação desgastada ou fragilizada. Talvez uma alusão do próprio casamento de Mick e Bianca, que a esta altura do campeonato já rumava em direção ao seu ocaso. No entanto, a repetição do título/refrão também dá a entender de um encontro ‘ilícito’ entre dois amantes. Sentimentos como empatia, culpa e frustração também permeiam a história.    

A balada "Till The Next Goodbye”é POP, mas também reproduz em parte o material produzido em Nashville na época, e principalmente a música country da década de 1970, só que com a genética do grupo, adicionando uma carga de soul music a tudo isso. Stones em formação completa, Nick Hopkins dá uma forcinha no piano e os vocais de fundo ficam por conta de Mick, Keith e Taylor, que também faz o slide.

Apesar de a música soar obscura para muitos (fora os fãs de carteirinha, é óbvio), o tema reza no cânone stoneano, tanto que até foi escolhida para estrelar um clipe dirigido por Michael Lindsay Hogg. 


Comentários

Postagens mais visitadas