POISON IVY: FALTAM 25 DIAS PARA VER OS ROLLING STONES EM PORTO ALEGRE

Reprodução
No início da trajetória dos Rolling Stones, quando Mick Jagger e Keith Richards nem sonhavam que formariam uma das duplas de compositores mais famosas da música, nessa época, além de recorrer ao vernáculo dos grandes bluesmen para montarem seu repertório, o grupo também recorria a hits do universo do rock.

Sucesso do grupo norte-americano The Coasters que chegou aos 20 mais das paradas britânicas em 1959, "Poison Ivy" foi gravada por muitos artista e bandas da época, incluindo Dave Clark Five com baixo de Rick Huxley, primo de Jagger, e The Paramounts, pequena banda que deu origem ao Procol Harum. A versão dos Stones, uma das primeiras gravações da banda, foi registrada no segundo semestre de 1963, sendo lançado no LP Saturday Club (nome da revista pop semanal da rádio BBC), em janeiro de 1964, que reunia música de vários artistas.

"Poison Ivy" é de autoria de Jerry Leiber e Mike Stoller, dupla de compositores responsável por vários sucessos dos primeiros anos do rock'n'roll, incluindo canções como "Don't", "Hound Dog", "Jailhouse Rock", "Love Me", "Loving You", temas que ajudaram a impulsionar os primeiros discos de Elvis Presley na RCA.

No Brasil, "Poison Ivy" foi um sucesso da Jovem Guarda consagrada pelos Golden Boys (1965), depois, pela versão gravada pelo grupo Herva Doce, em 1982. Mais tarde, a música tornou-se conhecida através de Rita Lee. 

Ainda no país, também descobri versões de grupos como Inimigos da HP e Chiclete Com Banana (...)

Deus do céu!

 Melhor ouvir a releitura dos Rolling Stones.

Comentários

Postagens mais visitadas