NIGHTWISH EM PORTO ALEGRE: QUENTES COMO GELO

Fotos: Yuri Weber
Banda de metal sinfônico Nightwish se apresenta para o Bar Opinião em Porto Alegre com casa cheia 

Resenha: Yuri Weber com colaboração de Luiz Ernesto Cacciari
Bastou chegar ao Bar Opinião na noite desta terça para perceber as raízes que a metal sinfônico Nightwish tem em Porto Alegre. Não é à toa que os finlandeses são tão queridos nessa terra, é a sexta vez que a banda passa por aqui. A Abstratti foi quem proporcionou a refinada atração. A banda aportou com mudanças no lineup.

Foto: Yuri Weber

O também finlandês Kai Hahto oriundo do death metal, com associações a Wintersun e RottenSound, substitui temporariamente JukkaNevalainen na bateria. Rola o boato que Jukka sofre de insônia crônica, convenhamos que não é fácil manter tour internacional sem desgaste. É interessante observar que Hahtoé endorser de consagrados fabricantes de bateria, assim uma substituição a altura.
.
Foto:Yuri Weber
Mesmo sem atuar em todas as músicas, o inglês Troy Donockley contribui com a sonoridade mística e folclórica. Em tempos de desconfiança com novos fronts, não há motivos para ‘ainda lamentar’ a saída de TarjaTurunen. A alta e bela holandesa Floor Jansen, nova vocalista, ex-After Forever atualmente canta em paralelo ao Nightwish na ReVamp. Floor arrebata todo e qualquer headbangercom seu charme sinfônico.

Foto:Yuri Weber
O disco novo “Endless Forms Most Beautiful” mantem-se fiel aos trabalhos anteriores. E convenhamos que todo metaleiro amante da saideira não tem como não amar uma linda mulher a qual carregava uma bandeira chamada “After Forever”. Com a entrada de Floor a banda pode resgatar antigos sucessos do início de carreira como “She I sMy Sin”, “Stargazers” e a clássica balada “Sleeping Sun” o que deixa claro a sua versatilidade vocal.

Foto:Yuri Weber
Impossivel não evidenciar o núcleo da banda. O líder TuomasHolopainen autor das composições, arranjador e maestro é responsável por tudo isso. Com sua garrafa de vinho ataca poderosos acordes mantendo seu públicopossuído pela sua sonoridade como em “Dark Chest Of  Wonders” e “Ghost Love Score”.

Foto:Yuri Weber
Como quem saiu da mitologia nórdica, o talentoso e carismático Marco Hietala, baixista da banda também dilacera nos vocais, fazendo um par perfeito com FloorJansen na divisão das vozes. Emppu Vuorinené considerado por muitos o guitar dos acordes mais pesados do território nórdico, é ele quem costura as melodias do Nightwish digitando uma porrada de escalas com total domínio e interação com o público.

Foto:Yuri Weber
Mantendo a tradição da banda podemos dizer que foi mais um showapoteótico, mais uma aula de sobrevivência. Nightwish continua vivo!

Setlist:

Intro

1 – Shudder Before The Beautiful
2 – Yours Is Na Empty Hope
3 – Ever Dream
4 – She Is MySin
5 – My Walden
6 – The Islander
7 – Élan
8 – Weak Fantasy
9 – 7 Days To The Wolves
10 – Alpenglow
11 – Dark Chest Of  Wonders
12 – I Want My Tears Back
13 – Stargazers
14 – Sleeping Sun
15 – The Greatest Show On Earth (chapters 2 & 3)
16 – Ghost Love Score
17 – Last Ride Of The Day

Veja mais fotos de Yuri Weber.

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber


Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Foto:Yuri Weber

Comentários

Postagens mais visitadas