... Antes de levar o lixo lá na frente


Suco de cenoura. Sociedade dos Poetas Mortos. Pomada na virilha, fungo no dedo do pé & Okiyome. Carne de primeira com pimentões, tomate, alho & cebola. Tabasco a gosto. Torta de limão & capuccino. Varrer a casa, passar o pano de chão, ouvir rádio & se aborrecer. Across The Borderline with Willie Nelson... Então as coisas ficam numa boa. Ração no pote da gata. Chimarrão com erva grossa. Mandando lenha. Cheiro de chuva & futebol na TV. Fotos de parentes mortos. Sorvete de abacaxi & coco.



Portas & janelas abertas a noite toda & nada acontece. Alguém gosta de mim. Música alta às cinco da manhã vinda de algum lugar bem próximo. Sono. Trepadinha em dois tempos. Gozamos duas vezes. Escritos em japonês, leite derramado. Uísque em várias garrafas, diversos tamanhos, muitos lugares, sempre o mesmo sabor. O calor enfraquece alguma coisa em mim. Pés que doem na parte de trás, próximo ao calcanhar.



Céu de granola, linhaça dourada com ouro em pó & nuvens de glacê. Derrocada da religião, sombras & lembranças da babilônia. Uma fictícia dor nas costas = blues de Robert Johnson. Gosto de beber água da torneira em noites de insônia. Fiz uma foto do liquidâmbar. Filmes de faroeste em VHS estão pegando um bocado de pó. Vou levar o lixo lá na frente, antes vou lavar as cuecas & pendura-las no varal. Um litro vazio de vinho jazz numa boa em frente a porta da cozinha.

Comentários

Postagens mais visitadas