Picadura




Você é uma coisinha muito sensível. Dá medo de segurar com força, parece que vai se espatifar em minhas mãos. Você é forte como uma rocha, sua gana pode mudar a direção dos ventos. Sabe de uma coisa: você é tão frágil quanto um cristal raro do Oriente Médio, e se eu te pegar valendo, eu imagino centenas de caquinhos caindo pelas frestas. Pode parecer que eu tô fazendo média, mas você tem pinta de Deusa Persa, toda cheia de alegorias soltando frases prontas e outras melodias suaves entre lábios rosados. A tua força me derruba como uma bola de boliche atingindo pinos de isopor.


Eu ainda vou te esmagar contra os lençóis, igual eu fiz com aquela formiga ardedeira, ou melhor - cortadeira. O danado do inseto sentou uma mordida na minha perna. Ah, formiga não tem dente, então não pode morder! O bichinho deve ter me... Picado. Tentáculos pequenos, mas poderosos quando cravam na pele de um ser humano. Picadura dói. Mas uma dorzinha as vezes é bom de sentir, não acha? Tá a fim?

Comentários

  1. Pior é que só se dá conta da dor depois que a gente já tomou a ferroada. Olhamos pro local ardido e vemos akele "serzinho" emboladinho, grudado, te atacando ferozmente. Isso me deixa irritada! É aí que damos o tapa, xingamos a pqna e ficamos gemendo como se fosse a dor mais prolongada do mundo, mas só foram instantes...
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  2. puta que pariu... essa parte do "eu ainda vou te esmagar contra os lençóis"... se alguém me diz isso, eu caso.

    ResponderExcluir
  3. Concordo contigo,uma dorzinha de vez em quando não mata ninguém...E concordo completamente com a Ana.O homem q me dissesse isso ganharia my heart!
    Adorei o texto!
    Bjooo!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas