Eu sou uma casa em chamas




O inverno em mim. Eu tenho um olho congelado no nada enquanto o outro treme no vazio me avisando de algo. Vou decretar o óbito do óbvio, embora eu não tenha a mínima noção do que seja exatamente isso. Não vou amarelar frente às luzes vermelhas, alaranjadas. Eu sou a casa que incendeia no meio da noite. As labaredas parecem fogos de artifício. Mil línguas de fogo lambendo o negro céu em julho. Todo o meu corpo físico tremula na ponta da lança & dança feito chama em ponto de bala. Fui posto a baila antes de o louco INCENDIÁRIO riscar o último fósforo da caixa. Esse maluco derruba aviões quando eu sonho. Esse doido dos diabos não tem ideia do estrago que fez noite passada dentro da minha cabeça.


Eu sou a casa que incendeia no meio da noite. Ninguém se importa, ninguém entende ou percebe que a mobília já foi pra banha faz um bocado de tempo! Todas as páginas do casebre foram folhadas & rabiscadas, mas ninguém vai ler as anotações feitas na contracapa. A sala vai adormecer pra sempre enquanto o fogaréu dá um jeito nas manchas dos lençóis. As panelas da cozinha derreteram & o metal fundido escorreu pelos corredores da memória. A varanda foi dominada no ato pelas flamas ardentes. Se tivesse alguém por perto, poderia ouvir as risadas dos fantasmas que ecoaram pelo descampado afora. Fumaça pra todo o lado. Nem mesmo a chuva fina dá um fim no cinza & na névoa. Chove duas vezes. Duas vezes faz fumaça. Duas vezes essa noite. Duas vezes maldição. Duas vezes.


Comentários

  1. grande grings, vai de cá um abraço.
    pois eu gostei do teu livro, mas acho que te ajudo mais se dizer das coisas que nao entendi do que só dar tapinhas nas costas.
    te procurei para conversarmos antes, mas a vida segue corrida para ti e para mim.
    melhorastes da garganta congestionada?
    nos falamos.
    inté a próxima.
    aguinaldo

    ResponderExcluir
  2. Muito bom! Adorei principalmente o final!

    ResponderExcluir
  3. Trágico!
    Meio desesperador, mas no fim sobrará as cinzas...
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Minha casa, volta e meia , arde em chamas. Melhor isso q só uma brisa q a gente nem sente. Recomeçar . Do zero, do um, do dois...
    A vida tb é dolorida , escura. Mas as chamas dão luz ao local. Basta q sejam digeridas .
    Abços

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas