Vemo-nos adiante na estrada

A velha ordem das coisas está se acavalando dentro de um funil. Muita gente não vai passar na malha fina do Homem. Bom... Se for pra escolher alguém que esteja disposto a dar um novo peitaço, esse alguém sou eu! Tenho apetite pela sinceridade, pois novamente respondi ao chamado de vozes estranhas. Parti rumo uma nova jornada, levando apenas o mínimo necessário. Tenho a compaixão de muitos & o desprezo de poucos. Às vezes deito nos pelegos de novos amores, outras vezes durmo em casas diversas. Descobri que preciso de quase nada pra viver. Tenho um confiável par de sandálias, um bom jeans surrado, duas ou três camisas elegantes, alguns trocados no bolso & uma bolsa em que trago mil vidas passadas. Minha boina & meus óculos escuros me protegem do sol. Carrego um providencial livro de Shepard, algumas frases na cabeça, pedaços de orações & duas ou três convicções que me empurram ladeira acima. A Todos aqueles que já não fazem parte dos meus dias de hoje, eu afirmo: vocês ainda estão comigo! Sou uma esponja que absorve o lado bom da humanidade. As mulheres que deixei ainda me amam, tenho certeza disso, sendo que, eu, ainda zelo por elas em silêncio. Sei como as coisas se movimentam ao longo da minha órbita. Tenho filhos que se foram, amigos que partiram sem dizer adeus, pessoas que amo estão jogadas pelos quatro cantos da minha vida. Querem saber de mim? Quem sou, de onde vim, pra onde vou? Perguntem ao meu filho, a minha mãe, aos meus camaradas, ao meu novos amores. As respostas provavelmente não irão bater, pois saibam meus caros, eu sempre fui muitos. Posso andar por dezenas de lugares, mas sempre volto à porta daqueles que admiro & amo. Tenho confiança inabalável em meus passos. Vou rumando frente ao desconhecido minuto seguinte. Eu tenho prazer em enxergar as ruas se curvando frente aos meus passos gigantes. A todos, um até breve! Antes das coisas desabarem de lesta a oeste, muita água ainda deve rolar debaixo da ponte. Qualquer coisa, eu ainda estou por aí, vemo-nos adiante na estrada.

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. como assim? um "até breve"? como assim?

    ResponderExcluir
  3. Márcio: muito bonito e tocante o que você escreveu. Tenha uma boa jornada, seja ela o que for. Um forte abraço.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas