terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Chevy Cachalote


Ilustração: Vitor Cesar Vareiro

Fiquei sensibilizado com a morte do velho Chevy cachalote. Lembro dele em noites enluaradas quando sonho com a janela aberta. Ele foi abatido na última temporada de caça a baleia branca. Alvejado pelas balas disparadas em falsos Dillingers, Bonnie Parkers & Don Corleones. O animal foi arpoado em pleno viagem de ida. O coração virou comida para os tubarões. O motor parou de respirar. Lataria & alma enferrujando na lua de dezembro. Tornando-se parte da vegetação & do mar em sonhos. Estagnando. Afundando na terra enquanto o planeta gira. Enquanto cabeças dão a volta ao mundo. Enquanto alguém aprisiona o mundo imperfeito dentro da sua própria cabeça. O espantalho ri & chora. O pardal outra vez voa. O velho chevy está fora de combate. Um Pequod engolido pela vegetação. Ele foi aposentado antes do tempo, dois dias antes do fim da estação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário