Um pouquinho do gosto da morte



Existem muitas coisas a serem feitas antes da minha partida desse planetinha fudido. A humanidade perdeu a graça faz tempo e as minhas pendengas são todas com a parte boa da coisa. Sabe aquele glacê roubado com o dedo? Lembra o sabor do primeiro gole de cerveja? É só o primeiro que vale. A nossa vã tentativa é de resgatar a sensação que o primeiro gole provoca. Impossível! Inesquecível é o aroma de uma virginal garrafa de Bourbon recém violada. Fico um bom tempo admirando o rótulo. Tão excitante quanto uma lingerie bem escolhida e cheiro de fêmea após banho. Tão esperado quanto o gosto do primeiro beijo na boca da mulher desejada? Tá bom, eu sei! Existem mulheres bonitas com gosto ruim, é verdade? E essa prova de fogo é o que determina todo o resto. Não queria morrer antes de ouvir o barulho do mar mais uma única vez. Antes de sair de cena preciso ver o início do fim de toda essa merda capitalista desabando como bêbado qualquer. Antes de bater as botas quero fazer aquela fogueira no fundo do pátio de casa e reunir os amigos. Vou querer me endividar violentamente, fazer um empréstimo e queimar tudo na farra. Afinal, dinheiro e pica foram feitos pra gastar. Antes de dormir o sono da bruxa, quero matar um tempo na esquina de 15 anos atrás e rever o meu pai quando olhar-me no espelho do banheiro. No derradeiro dia, vou dar um beijo demorado na mamãe, doar os meus livros praquele bando de chatos que me pediram emprestado a vida toda. Um dia antes do fatídico dia, vou armar uma pescaria com meu irmão caçula, ouvir suas histórias e adormecer ao seu lado. Bom, pelo menos, eu espero ser avisado por alguma boa alma sobre a maldita proximidade dessa data. Senão, é aquela história – a gente sempre acaba deixando pra depois. Talvez seja por isso que alguns manés acreditem nesse papo furado de reencarnação. Aquela história que sempre restam algumas pendengas pra se resolver, e talvez apenas uma vida não seja o suficiente pra dissolver todos os rolos que criamos por aqui. Mas sabe de uma coisa: pra mim, uma vida já é demais! "Garçon! Me vê a conta".


Comentários

  1. Meu amigo, antes de pedir a conta vamos tomar uma rodada interminável de saideiras

    ResponderExcluir
  2. Hehehe! Eu também acho que uma vida já é demais!Falou certo!!bjs, estarei sempre aqui!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas