Vida Boa


Tudo aquilo que me embala: o som bem baixinho ao fundo - como uma abelhinha assoprando um recado no meu ouvido, uma garrafa de Bourbon ao alcance da minha mão direita, trovoadas de verdade ressoando pelos vidros - balançando a estante & azucrinando os cupins que estavam numa boa, almofadas macias pelo chão, barulho de vento lá fora, o quadro de girassóis que parece uma janela, noites de verão intermináveis, um filme antigo de Robert Redford na TV sem som, livros e suas páginas exalando cheiro de vidas, o sofá da sala afundando com meu corpo nu cansado, a aranha e sua teia inofensiva, barulho do trem bem ao longe, uma coruja piando em algum lugar por perto, a casa virada de patas pra cima, minha visão embaçada no olho esquerdo, um desejo secreto rondando a primeira mente devassa a espera de nada (...) ou tudo! - meu pau endurecendo aos poucos, sorvete na geladeira congelando, fumo mocozeado debaixo do parquê, uma frase que não sai da cabeça, uma noite que não passa (ainda bem!), o relógio batendo nas 6 & nada do sol, o cão dando um bico na ração dentro de um pote de margarina, a pilha de jornais que virou uma mesa & a mesa que virou a casa do gato.

Um pouco de sujeira, confusão & canja de galinha...

& ninguém pra aporrinhar o meu saco
Vou ouvir um Ray LaMontagne baixado aind'agora
(...) e o banho fica pra depois! ahh, bem depois!

Comentários

  1. It's so hot! Bom pra ler deitado no chão...

    ResponderExcluir
  2. "...desejo secreto rondando a primeira mente devassa..."

    perturba meu sono e me desvia... devaneios à luz do dia...

    ResponderExcluir
  3. Eu ouvi..eu senti..
    Valeu pela palavras: Ah princesa, não vale a pena...Já faz bastante sentido para mim hoje...

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas