Resenha: Greta Van Fleet “From The Fires”

Divulgação
#
Por Márcio Grings

Greta Van Fleet é uma nova banda norte-americana formada em Michigan pelos irmãos Josh Kiszka (vocal), Jake Kiszka (guitarra) e Sam Kiszka (baixo/teclados), com adição do baterista Danny Wagner. Basta ouvir a primeira faixa, “Safari Song” para entendermos qual é o norte dessa rapaziada: é como se o Led Zeppelin ressurgisse em 2017 com rostos rejuvenescidos. Do potente vocal do baixinho Josh, passando pelas criativas guitarras de Jake, somada a cozinha setentista de Sam e Danny, tudo soa como a lendária banda inglesa. O quarteto lançou seu EP de estréia "Black Smoke Rising" em abril deste ano, e apenas um mês depois o emplacou entre os mais vendidos da  Billboard. E agora em novembro colocam nas prateleiras “From The Fires”, álbum que consiste nas faixas do EP, além de quatro músicas novas.

Veja o clipe de "Highway Tune"


Há uma única releitura, “A Change Is Gonna Come”, clássico de Sam Cooke que virou hino durante o movimento dos Direitos Civis da década de 1960, e que infelizmente continua sendo um triste recado para os dias atuais. Entre os destaques, “Flower Power”, tema que remonta o Led acústico (no início da faixa) e também alude a ambiência do segundo álbum da banda de Plant/Page/Jones/Bonzo (ouça o teclado que finaliza a canção, uma clara referência a “Thank You”); além de faixas como “Meet on the Ledge” e “Talk on the Street”, temas que apontam que o Greta Van Fleet está rumo ao topo do rock americano.

Ouça o álbum completo.

Comentários