hotel gloria_maio de 2007_xinico, chiquinho, tranquilo e grings (foto: pedro moreira)

.....................................................................................................................................................................................................................................
Confira as letras da última apresentação do Hotel Gloria:


1 - Poema nos meus 43 anos (Charles Bukowiski - tradução: Jorge Wanderley)

Bom dia mundo / Estou feliz por estar aqui.... / Terminar sozinho / no túmulo de um quarto / sem cigarros nem bebida — careca como uma lâmpada, barrigudo, grisalho, e feliz por ter um quarto.

... de manhã eles estão lá fora / ganhando dinheiro:
juízes, carpinteiros, encanadores, médicos, jornaleiros, guardas, barbeiros, lavadores de carro, dentistas, floristas, garçonetes, cozinheiros, motoristas de táxi...

e você se vira para o lado esquerdo / pra pegar o sol nas costas
e não direto nos olhos

& nunca direto nos olhos!!!!


2 - Cavalo Marinho (Charles Bukowiski - tradução Jorge Wanderley)

Tenho a indicação de um cavalo / tenho a barriga dele, seus colhões / tenho isso, o modo como vira os olhos / como come feno e como caga e como dorme em pé

Ele é meu / essa máquina, como o trem azul que eu brincava / quando minhas mãos eram menores e minha cabeça melhor

Possuo esse cavalo / algum dia vou cavalgar por todas as ruas / pelas árvores passaremos, subindo a montanha e vale abaixo

O assinalamento, os olhos, os colhões / nós dois / iremos aos lugares onde os reis se alimentam de dentes-de-leão, no mar gigante / onde pensar não é nenhum erro / onde os olhos não vão pra rua, como crianças de sábado à noite

O cavalo que eu possuo & o eu que possuo / ficaremos azuis lépidos e limpos
... de novo

E eu sairei - e esperarei por você.







3 - Gozo (Sam Shepard -tradução Betina Becker / com umas colagens do velho grings!!)

Se você ainda estivesse por aí / eu te segurava / te sacudia pelos joelhos / soprava ar quente nas tuas orelhas

Se você ainda estivesse por aí / eu rasgava teu medo / deixava ele pendurado fora de você / em longos riachos .... fios de pavor!!!

Eu vou te segurar / vou te virar de encontro ao vento / vou dobrar a tua espinha no meu joelho / mascar a tua nuca / até você abrir a boca pra essa vida / .... sua única vida / não tem jeito: você vai ter que engolir o meu amor!!!


4 - Eu Tô Esperando (Grings)

Eu ainda tô esperando - a atriz principal / eu ainda tô esperando - dois cliques e o tec / eu ainda tô esperando - eu não vô nem a pau / eu ainda tô esperando - o barato do beque!!!

Eu ainda tô esperando - o fantasma no espelho / eu ainda tô esperando - o novo livro do Piva / eu ainda tô esperando - um abajur vermelho / eu ainda tô esperando - se não cola não liga!!!

Eu ainda tô esperando - pernas intermináveis / eu ainda tô esperando - uma puta generosa / eu ainda tô esperando - inimigos amáveis / eu ainda tô esperando - o espinho e a rosa!!!!

Eu ainda tô esperando - Kerouac no cinema / eu ainda tô esperando - a estrada ... a entrada / eu ainda tô esperando / as férias do poema / eu ainda tô esperando - tanta coisa não é nada!!!


5 - Sempre Há Dor (Grings)

Apontador / Marca a dor / Acelerador .... sempre há dor

Animador / Estupra a dor / sinalizador .... sempre há dor

Moderador / Libera a dor / matador .... sempre há dor

afinador / ama a dor / buscador .... sempre há dor

Sempre há dor....


6 - Gato & Sapato (Grings)

O gato subiu no telhado / o gato espirrou um pardal / o gato saltou do telhado / o gato zoou no quintal ..... ele quer é vadiar!

O gato pintou no telhado / o gato dançou no varal / o gato caiu do telhado .... esse gato desgraçado: ele vai se machucar!!!!!


7 - Vampire´s Dance (Grings)

It´s not real / it was never palpable / inconstant like a cold sensation / running down your spine / fast as a bullet / slow motion drama / inorganic like lipstick / untouchable like smoke
Fast like Kerouac typing on the road....

Burning, burning, burning
Burning my soul in a used life / nothing to loose, nothing to sorrow / yesterday, now and tomorrow....


8 - 'Aerobilis'

Ausências, não há angularidades / existem cismas entre mim e as lombas dessa cidade / falências, não há similaridades / decadência, epifania, eu vejo ondas em zigue-zague

Estou amolando o meu punhal / lubrificando a pistola / teus desenhos no ar e o vôo das gaivotas / o meu cavalo de pau vai derrubando as toras / um 'aerobilis' azul celeste, bom bocado de linhas tortas

Estou amolando o meu punhal / lubrificando a pistola / teus olhos um salto mortal, vai além auto-estrada afora.


9 - Hotel Gloria

Hotel Gloria / setembro de 2001 / ela tinha 16, eu já havia passado dos 30

vejo um trem mas não ouço o som / almoço em latas de atum
foi no Hotel Gloria / noites intensas, lábios sem batom

Aquelas noites no Hotel Gloria / você não lembra o bem que me fez
perdi o ônibus & o rumo das coisas / alô boneca , meu gole de rum

esquecer as horas, o dia & o mês / cigarros, chicletes & hálito bom
Aqueles dias no Hotel Gloria / em setembro de 2001 / ah, ela tinha 16, eu já havia passado dos 30 /

perder a fome, a cabeça. a órbita,
adeus, adeus Hotel Gloria!!!

10 - Ponteiro Torto


Os tristes acontecimentos de uma noite que não deu nada certo / ninguém se entende .... desilusão / um som esquisito no teclado, bagulho.... transação / algumas coisas eu faço questão de não ouvir / ponteiro torto bate na minha cabeça, ponteiro torto bate na minha cabeça, ponteiro torto.

As últimas palavras de um homem que não quer falar / telefone não atende .... atucanação?! / quem vai pagar a conta, não sabe, não viu, não pensa e como mente / polícia do outro lado
e o cachorro que enlouqueceu?! ponteiro torto bate na minha cabeça, ponteiro torto bate na minha cabeça, ponteiro torto.

Esse problema não é meu, esse problema não é meu, esse problema não é meu!!!


11 - Rodar & Ver As Luzes

Diz pra mim / que eu nunca soube de nada / oh, caro amigo se gritar.... eu te balanço: e te calo na marra!!! beber & dar vexame / não é mais novidade / luar neon nos muros da cidade
dois vagabundos ao longe

Não diga que não sabe / mas essa cobra não voa / por aqui a gente segue, somos alvo, bem no meio / pegando outra garôa

Alguém me grite a senha!
se subir .... talvez não desça
& a bola 8 não caiu mais uma vez
arte - é saber perder o jogo!!!

Comentários

  1. Se eu gostei dessas canções? Ahhhhhhhhhhh! Muito bom! Bjus da Bia

    ResponderExcluir

Postar um comentário